80% das pessoas já sofreram de dores nas costas em suas vidas. Saiba as principais causas e veja como prevenir.

ONDE VOCÊ SENTE DOR?

  • Coluna Cervical

As dores acontecem principalmente por causa do sedentarismo e da postura incorreta ao usar o computador e ao ler. Hoje está região sofre queixas crescentes devido ao uso constante de talbets e celulares.

  • Coluna Toráxica

A principal causa da dor é a falta de exercícios para fortalecer os músculos que sustentam a coluna. É a área que concentra a menor parte das queixas de dores nas costas. Geralmente, são dores musculares ou fraturas nas vértebras das costas.

  • Área da Coluna Lombar

Área que recebe a maior parte das queixas de dor. As principais causas da dor são de origem mecânica e postural, quando o indivíduo faz posições repetitivas e não compensatórias. Também é a área que concentra maior parte do peso de todo o tronco. 90% das pessoas saem de uma crise aguda em menos de 3 semanas

SAIBA MAIS



Cervical: Dores que vão para os braços, pescoço e mãos podem indicar problemas na área da coluna cervical

Lombar: Dores que vão para pernas, pés e quadril podem indicar problemas na área da coluna lombar

• A dor persistir por mais tempo
• A dor for incapacitante
• As pernas ficarem fracas
• Houver perda de sensibilidade
• Houver dor noturna (mesmo com o corpo relaxado)
• Causar insônia
• Houver perda de produtividade



Em ambos os casos (escoliose e lordose) significa que você tem uma curvatura anormal na coluna. A dor é causada por causa desta curvatura causa nas vértebras, discos e articulações.



Mantenha-se ativo e flexível, faça pelo menos 30 minutos de exercícios diariamente



Programe-se para levantar e caminhar no trabalho a cada 15 minutos



Mantenha a postura correta nas atividades diárias



Mantenha seu peso saudável e não fume

PERGUNTAS FREQUENTES

Todas essas dores que eu sinto estão somente na minha cabeça? A fibromialgia é uma síndrome clínica composta por vários sintomas e já reconhecida como uma doença e, como tal, precisa ser avaliada e tratada de forma adequada. Principalmente numa abordagem multidisciplinar.

Não. Os opióides, classe de medicação o qual a morfina faz parte, pode causar dependência psíquica e física. Por isso, é importante que sejam sempre prescritos e acompanhados por um médico que vai saber indicar seu uso corretamente.

Não. Algumas vezes precisamos usar morfinas para dores intensas como: pós-operatórios, hérnias discais, queimaduras e traumas graves.

Hoje a base do tratamento da enxaqueca e de outras cefaleias são os tratamentos profiláticos que impedem o surgimento das crises. Isso é feito com mediação de uso contínuo por um período de tempo mais longo, bem como orientações higieno-dietéticas e comportamentais.